Mais de 3 mil metros cúbicos de madeira legal à venda em Rodada de Negócios

19 de fevereiro de 2013
Mais de 20 comunitários estarão em Manaus, no próximo dia 20, negociando madeira licenciada, em iniciativa promovida pela FAS e ACSRN

A Fundação Amazonas Sustentável (FAS) promoverá no dia 20 de fevereiro, entre 8h30  a 12h30, uma Rodada de Negociações de madeira licenciada da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Negro. A intenção é comercializar mais de três mil metros cúbicos de madeira manejada, por meio de negociação direta com os comunitários detentores dos Planos de Manejo Florestal Sustentável de Pequena Escala (PMFSPE).

O evento será realizado na Sede da FAS, Rua Álvaro Braga, 351, Parque Dez, Manaus-AM, e estará aberto para potenciais compradores na modalidade jurídica ou física. A ação faz parte do projeto Manejar para Conservar, financiado pelo Instituto Camargo Correa (ICC) e Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES).

A expectativa é comercializar madeiras de uma lista de 46 espécies de terra-firme. Para promover o comércio legal e sustentável dessa quantidade, o Projeto Manejar para Conservar trabalhou em diferentes etapas. Na primeira fase de atividades, a FAS esteve dentro de oito  comunidades e ouviu as opiniões dos moradores com interesse no manejo. As experiências e os anseios comunitários foram direcionadores de todas as etapas do projeto, que desde 2012 conta com o apoio do ICC/BNDES.

Com o apoio da FAS, o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (IDAM) realizou inventários florestais e os planos de manejo receberam protocolo junto ao IPAAM.  Adicionalmente, uma série de cursos e treinamentos foi ministrada nas comunidades, e a iniciativa ainda intermediou os trâmites para obtenção de licenciamento ambiental junto ao Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM).

A expectativa do projeto é garantir que a extração de madeira seja um instrumento legal para a geração de renda com a valorização da floresta em pé, conforme comenta Michelle Costa, coordenadora de Projetos Especiais. “O Projeto Manejar para Conservar é uma oportunidade estratégica viabilizada pelo Instituto Camargo Correa/BNDES, executado em parceria com a Associação das Comunidades Sustentáveis da RDS do Rio Negro (ACSRN). É totalmente alinhado aos princípios do Programa Bolsa Floresta (PBF), sendo destinado aos pequenos manejadores de madeira da RDS do Rio Negro. Em linhas gerais, tem como objetivo o empoderamento e o incentivo ao empreendedorismo comunitário”, destaca.

Venda de madeira será realizada no dia 20

As atividades iniciam no dia 18, segunda-feira, com um ciclo de palestras que engloba técnicos do Instituto do Desenvolvimento Agroflorestal do Amazonas (IDAM), Instituto de Proteção Ambiental do Estado do Amazonas (IPAAM), da Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS) e do Centro Estadual de Unidades de Conservação (CEUC).

O dia 19, terça-feira, será de capacitações voltadas para os detentores e discussão da proposta de negócios e aprovação dos termos elementares do contrato padrão a ser adotado.
O dia 20, a partir das 8h30, será aberto ao público interessado, que poderá negociar diretamente com os ribeirinhos madeira manejada. As negociações serão acompanhadas pela equipe da FAS, orientada pela Coordenação Jurídica da Fundação.

Geração de renda

O Projeto Manejar para Conservar é um dos projetos complementares do Programa Bolsa Floresta (PBF), que beneficia quase 2 mil pessoas na RDS Rio Negro. O programa se divide em quatro componentes: Familiar, Social, Renda e Associação, que atendem 15 Unidades de Conservação (UCs) em todo Estado. Por meio desse programa, a FAS beneficia cerca de 35 mil pessoas, como um dos mais bem sucedidos programas de pagamento por serviços ambientais do mundo.

Leia na Fonte

Realização

  

Parceiro

Apoio

Apoio Institucional