Publicações

Madeira de Ponta a Ponta: o caminho desde a floresta até o consumo

O livro Madeira de Ponta a Ponta: o caminho desde a floresta até o consumo retrata o cenário da produção, beneficiamento, transporte e comercialização da madeira no Brasil e destaca o importante papel do poder público como regulador e comprador responsável de madeira de origem nativa Amazônica. A obra traz, em texto instigante e de forma bem ilustrada, um panorama desde as florestas no mundo e seus serviços ambientais aos desafios e barreiras até a produção e consumo responsável de madeira. São apontados os esforços no controle e aplicação de tecnologias para uma melhor gestão pública, buscando gerar menos conflitos na floresta, menos emissões de gases de efeito estufa e reverter o cenário de grande evasão fiscal decorrente da exploração ilegal de madeira.

 Download    English version

 

 

  Poder Público e Consumo de Madeira: desafios e alternativas para a gestão responsável da madeira amazônica

O livro Poder Público e Consumo de Madeira: desafios e alternativas para a gestão responsável da madeira amazônica aponta experiências e caminhos para o consumo sustentável da madeira de origem amazônica, destaca o importante papel do poder público como regulador e comprador responsável dessa madeira. A publicação apresenta interessantes experiências práticas em estudos de caso realizados com governos da cidade de Sorocaba (SP), Porto Alegre (RS), do Município de São Paulo e do Governo do Estado de São Paulo, todos membros da Rede Amigos da Amazônia. Cada caso estudado traz depoimentos de técnicos e gestores públicos, bem como exemplos de modelos de legislação, editais de compras e contratações públicas que envolvem madeira de origem amazônica.

Download

 

 

Artigo - Manejo de uso múltiplo como alternativa para o desenvolvimento local sustentável: o caso do Acre

O artigo Manejo de uso múltiplo como alternativa para o desenvolvimento local sustentável: o caso do Acre é um trabalho que abrange a temática de gestão social e territórios. Ele apresenta como as políticas de incentivo ao manejo sustentável de uso múltiplo vêm sendo apropriadas nas propostas de desenvolvimento local no Estado do Acre e analisa como este processo define uma nova lógica de desenvolvimento socioterritorial. O artigo foi apresentado durante a 12ª edição do Colóquio Internacional de Poder Local ocorrido em Salvador, entre os dias 10 e 12 de dezembro de 2012.

 

Download

 

 

Relatório Executivo - Acre

No mês de julho de 2012 a Rede Amigos da Amazônia realizou visita ao Acre com o objetivo de diagnosticar os diferentes elos da cadeia produtiva da madeira tropical e de não madeireiros no estado.  Durante a visita, foram realizadas mais de 45 reuniões e entrevistas com mais de 38 instituições, entre governo, empresas e organizações do terceiro setor, além de diversos diálogos estabelecidos em comunidades e assentamentos.

Download

 

 

Artigo - Compras Públicas Sustentáveis - um caminho a ser traçado

Publicado em novembro de 2013 o artigo “Transparência governamental nas Compras Públicas Sustentáveis – um caminho a ser traçado”, resultado de pesquisas realizadas através projeto “Controle Social da madeira e seus subprodutos: Inventário de Compras Públicas" realizado pela Rede Amigos da Amazônia com o financiamento do GVPesquisa. 

Download

 

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Programa Madeira é Legal: Lições da promoção da madeira legal e certificada junto ao setor da construção civil

  

Esta publicação tem o objetivo de registrar as lições aprendidas do Programa nesses anos e detectar suas fortalezas e fragilidades. Com isso, pretendemos disseminar a iniciativa, inspirar e, quem sabe, direcionar outros estados brasileiros e os demais países amazônicos na busca pelo fim do desmatamento ilegal e proteção da maior floresta tropical do mundo.

Download

Gestão Ambiental Rural: custos e receitas do controle ambiental em doze municípios do Pará

Embora o processo de descentralização da gestão ambiental tenha iniciado há aproximadamente dez anos no Pará, o tema só começou a ganhar prioridade a partir de 2011, com a criação do Programa Municípios Verdes. Contudo, atualmente, os municípios ainda enfrentam muitos desafios para o exercício das atividades de controle ambiental (licenciamento, fiscalizaçãoe monitoramento ambiental).
Em 2013 analisamos 12 municípios e verificamos que apenas dois possuíam infraestrutura e quadro técnico mínimo e emitiam licenças para as atividades e empreendimentos urbanos e rurais. Ademais, somente cinco municípios realizavam o monitoramento ambiental e verificavam o desmatamento em campo.
Download

 

Governança de fundos ambientais e florestais na Amazônia Legal

Todos os estados na Amazônia Legal possuem fundos ambientais ou florestais e alguns estão criando novos fundos para apoiar ações de mitigação e adaptação a mudanças climáticas. No entanto, pouco se conhece sobre o funcionamento destes fundos e sobre quais problemas devem ser evitados nos que estão sendo criados.
Visando avaliar como têm sido administrados os fundos ambientais e florestais existentes na Amazônia brasileira, o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) e o Instituto Centro de Vida (ICV) lançaram um relatório que aponta deficiências nos onze fundos estudados, sendo a maioria deles considerada com governança fraca.
Download

 

 

Guia explica Código Florestal para produtores rurais

O Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola – IMAFLORA e o Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais (IPEF) somaram esforços para elaborar um Guia técnico sobre o Código Florestal, que explicasse, de forma clara, a complexidade da nova Lei, e sua aplicação para as propriedades rurais de qualquer tamanho, e localizadas em todas as regiões e biomas do Brasil. O principal objetivo do “Guia para a aplicação da nova lei florestal em propriedades rurais” é colaborar para um melhor entendimento sobre a lei por parte dos produtores, bem como para sua efetiva implementação no campo.

 

Acertando o alvo 3 - Imaflorra

O Imaflora – Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola - acaba de concluir estudo inédito sobre o consumo da madeira amazônica certificada. O trabalho “Acertando o Alvo 3 – Desvendando o mercado brasileiro de madeira amazônica certificada FSC” traça, pela primeira vez, um amplo panorama do setor madeireiro certificado FSC na Amazônia brasileira. Foram entrevistadas empresas e comunidades proprietárias de florestas, serrarias e indústrias consumidoras de madeira amazônica, certificadas ou não.

Download

 

Cartilha sobre o trabalho florestal

Esta cartilha é uma iniciativa da Organização Internacional do Trabalho (OIT) em parceria com o Serviço Florestal Brasileiro (SFB) que tem como objetivo ajudar os trabalhadores do setor florestal a entender como funcionam as leis trabalhistas que se aplicam à atividade e contribuir para o seu cumprimento.  Aborda questões relativas às relações de trabalho; à prevenção de acidentes, segurança e saúde; às normas de contratação; ao trabalho escravo e ao transporte dos empregados do setor florestal que atuam na região amazônica. Busca, assim, contribuir para o uso sustentável das florestas no Brasil.

Download

 

 

 

O Estado da Amazônia - Pendências fundiárias no Pará

Na nova publicação do Imazon, O Estado da Amazônia, é avaliado a situação fundiária estadual com dados de diferentes instituições fundiárias e ambientais. Chegou-se a conclusão que 39% do território estadual apresentam pendências de regularização fundiária, concentrando também a maior parte (71%) do desmatamento no Estado. A maioria da área (92%) sem regularização não possui processos em curso para definição fundiária. Estes dados reforçam a necessidade de priorizar e acelerar a regularização de terras, o que pode ser feito com informações existentes no Cadastro Ambiental Rural.
Download

Produção sustentável - Aquisição responsável de madeira na construção civil

O livro “Produção sustentável - Aquisição responsável de madeira na construção civil”, produzido pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) e o WWF Brasil, tem como objetivo oferecer novos subsídios para se entender a importância da madeira legal nas edificações do País. Ele também tem a intenção de mostrar o caminho de como as empresas de construção civil podem garantir a aquisição de madeira de procedência legal e viabilizar a compra de madeira certificada.  

Download

 

Madeira - Uso sustentável na construção civil

Este livro nos traz um trabalho pioneiro do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), em parceria com o Sindicato da Indústria  da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) e com a Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente de São Paulo, e é a compilação de uma série de dados úteis para os compradores de madeira no setor da construção civil. O livro parte da premissa de que o setor da construção civil, o maior consumidor de madeira tropical do país, precisa se conscientizar de que não somente a qualidade e os custos da madeira são importantes, mas também a origem. 
 Download

 

 

Everything is Connected – Climate and Biodiversity in a Fragile World

O Ministério do Meio Ambiente, Alimentação e Assuntos Rurais do Reino Unido (DEFRA) lançou, com o apoio do Ministério do Meio Ambiente do Brasil (MMA), o livro Everything is Connected, que aborda os pontos em comum entre as agendas das mudanças climáticas e a biodiversidade. O livro mostra as experiências do Brasil como um dos países mais importantes no debate sobre os desafios da mudança do clima e da proteção a biodiversidade. Além disso traz artigos de oito especialistas nos temas abordados.

Download

 

 

 

Green Carbon, Black Trade: Illegal Logging, Tax Fraud and Laundering in the Worlds Tropical Forests

Green Carbon, Black Trade (Carbono Verde, Comércio Negro) é um relatório do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) e pela Interpol que afirma que o comércio de madeira ilegal na Amazônia, África Central e Sudeste Asiático movimentam entre U$30 bilhões a U$100 bilhões por ano. O relatório aponta que este tipo de comércio é responsável por até 90% do desmatamento de florestas tropicais do mundo. Utilizando-se de táticas como falsificação de documentos, suborno e tecnologias modernas de invasão a sites do governo o crime organizado é responsável por 50% a 90% da exploração madeireira nos países das 3 regiões apontadas.

Download

 

Realização

  

Parceiro

Apoio

Apoio Institucional

                                                                                                                                                                 

Educação Executiva Presencial, Customizada e a Distância

                                                                                                                                                70 Anos FGV            FGV Notícias         FGV News